07/07/10

Ainda Vivo

Olá pessoal,Sei que poucos lêem meu blog, mas quero dizer que voltarei a escrever, estive ausente por muito trabalho, mas decidi que isso não deve me impedir de escrever.Abraços a quem ler e que a Paz e o amor de Deus estejam com todos!Omar

04/04/09

Poema de uma noite de Março.....

Flores da noite

Diante de um espelho. Me encontro. Onde ainda nem sei como vim parar. Tento ver algo em que me agarrar, parece que estou a 2 metros do chão, mas porque continuo a cair? Quero largar a corda. Por quê?
Num instante seguro a respiração. Lanço-me no escuro confortante - confiante. No horizonte uma nuvem tal qual uma rosa. A luz da manhã fere meus olhos. Meus pensamentos caem de meu coração e se derramam pelas veias. Como vim parar aqui? A saudade aumenta e sai pela boca.
La embaixo um lago. Profundo. Vivo! Ainda vou viver. Mas porque vejo o lago aqui de cima? E as flores ao meu lado? Elas procuram em vão por calor e proteção. Eu não sei por quê. A lua ainda nos faz companhia. Pálidas! Seu perfume é azedo. Pétalas que não parecem feitas de vida. São fotos desfocadas, excêntricas.
Feitas de uma camada grossa, que lhes protege do frio da convivência. Destes que se aventuram em busca de amor e paixão. Noite após noite. São azedos, simples rascunhos, imobilizados. Como as flores, não conseguem. Não querem ser mais do que fotos (estranhas) de seus sonhos, raios de luar que tudo engana,tudo esconde, desloca.
A flor só consegue pensar: logo vai amanhecer.
Tudo se acaba para a flor, lágrima na estrada. Sem forças, o calor lhe arranca as entranhas. Desesperadamente a noite fria é um desejo, não consegue mais - o lago a envolve com seu carinho. Adeus!

25/03/09

Melodia

O que posso te dizer que ainda não foi dito?
Por mim, ou por outro poeta?
Como na frente de meu piano,
Fico perdido entre as possibilidades,
de te dizer como te amo:
numa melodia bonita,
que te agrade.
Legal!
Numa vã tentativa martelo as notas,
perdidas.
Como meus pensamentos em ti,
como minha saudade,
como meu amor.
Melodia difusa, ordenada -
sei onde esta, sei o que sinto,
mas como te dizer?
Apenas teu sorriso como guia para meu caminho.
Não estou mais perdido......

Exilio

Não consigo chorar.
Ainda que meu peito se arrebente toda vez que te digo até logo;
por breves momentos meus olhos fitam o horizonte:
procurando numa nuvem o brilho de teu sorriso,
procurando algo que me acalme,
tire essa dor do peito.
Não posso chorar.
Mesmo que me sinta a vontade para faze-lo.
Não é justo contigo.
Te dar tamanha dor.
Seja porque motivo for.
Não posso e não consigo chorar.
Mesmo que saiba que sempre estará comigo.
Perdido olhando as nuvens da janela do avião.
Sinto raiva, frustração.
Por estar perdendo tua companhia.
Penso: Será que valera a pena?

05/11/08

Poesia Esparsa, OPUS 2

Mais uma poesia em Homenagem a minha mulher, Denise Benedetti,

Ainda Não Tenho Palavras

Ainda não tenho palavras pra te dizer:
Do quanto preciso de ti,
do quanto me orgulho de ti.
Ainda não tenho palavras pra te dizer:
Para agradecer teu apoio,
quando resolvi mudar meu rumo;
E ficar sem prumo;
Desses dias de choro e de saudade que corroem o coração.
Ainda não tenho palavras pra te dizer:
Sobre o quanto te amo;
E em pranto, procuro teu colo.
Se um dia encontrar,
te darei a mais bela poesia.
Talvez em um ultimo suspiro;
Para que eu leve na memória:
Teu amor, minha saudade, nossa vida.
Talvez nesse momento eu tenha palavras.
Que vão dizer num instante tudo o que preciso.
Mas não tenho palavras,ainda, se posso dizer...
Eu ti amo!

Omar Inacio Benedetti
Rio de Janeiro, 05 de novembro de 2008.

24/10/08

Finalmente Economia- Crise Mundial - Opus I

Boa Noite a todos. Como esta em meu perfil sou economista de formacao. Em vista do que tenho acompanhado sobre a chamada crise mundial resolvi tecer alguns comentarios. Nao sei se serei lido, mas quero deixar aqui minha opiniao. Vamos comecar a analisar de maneira geral: qual a funcao de um empresario? Sera que os aplicadores do mercado financeiro nao sabem que correm riscos? Sera que os diretores financerios de empresas solidas, como sao a maioria das empresas que tem acoes negociadas em bolsa, tem seu dinheiro em aplicacoes de altissimo risco e nao sabem a hora de sair de uma posicao? Essas perguntas embasam minhas primeiras consideracoes. Primeiro, o mercado financeiro eh apenas uma das faces da economia, essa face representa um conjunto de mecanismos que tem no risco e retorno faces da mesma moeda. E quem sofre com esse nivel de variacao nos negocios? Quem nao tem nada a ver com esses mecanismos de risco e retorno. Segundo, os governos precisam se preocupar com questoes sistemicas, concordo com a rigidez com que o governo americano esta tratando a crise, com dinheiro sim, mas com REGRAS CLARAS, nenhum diretor dessas empresas poderao continuar a ter ganhos altos, isso eh ter responsabilidade. Terceiro, quem esta no mercado financeiro sabe que corre riscos, quem quer agora chorar pelas perdas na minha opiniao esta agindo de ma fe. Uma economia nao pode se pautar por um segmento, nao pode criar esse medo sistemico, esse estado de coisas que prejudica pessoas que nao tem nada a ver com esse universo. Esses comentarios sao meus primeiros apontamentos, quero na continuidade tecer comentarios mais tecnicos, mas sem recorrer excessivamente ao economes, tentando deixar claro que salvar de afogamento quem ja tem colete e bote salva vidas eh deixar morrer quem esta caindo do Titanic e nem tem bote salva vidas.

01/09/08

POESIA ESPARSA - OPUS I - PARA MINHA ESPOSA

Ola a todos,
Vou deixar aqui uma poesia que fiz para minha esposa Denise Benedetti. Todo artista espera que seu publico leia o que fez, minha esposa gostou, mas como ela e minha fonte de inspiração fica duvidoso sua opinião imparcial. Se algum critico, construtivo, quiser opinar sinta-se a vontade. Leio opinião de pessoas que querem contribuir.

AINDA PENSO EM TI

COMO NÃO PENSAR....

AINDA É FORTE TEU BEIJO NA MEMORIA.

AINDA PENSO EM TI.

COMO NÃO PENSAR....

AINDA TENHO FRIO NA BARRIGA QUANDO TE VEJO.

AINDA CHORO DE SAUDADE.

AINDA ESCUTO TUA RISADA.

COMO NÃO PENSAR....

DE TODO MEU AMOR

EU AINDA TE DEVOTO

NÃO VOU DEIXAR DE TE DAR.

ISSO NUNCA!!!!

SEJA HOJE OU AMANHÃ

EU VOU TE AMAR SEMPRE

COMO NÃO PENSAR....

DESEJO TE REENCONTRAR EM OUTRAS VIDAS...

E MAIS OUTRAS, MEU AMOR NÃO SE ACABA....

AINDA PENSO EM TI.

COMO NÃO PENSAR....


RIO DE JANEIRO, 01 DE SETEMBRO DE 2008.

OMAR INACIO BENEDETTI SANTOS.